17 de outubro de 2021

Cirurgia de catarata na pandemia

Houve um aumento de mais 90% de procura por cirurgia de catarata durante a pandemia, agravando o caso de pacientes com a continuidade das restrições. Procedimentos eletivos haviam sido suspensos por causa da pandemia da Covid-19 desde março de 2020.

Com isso, este tipo de cirurgia se tornou uma das mais buscadas no Google e mais aguardadas nas filas de espera em clínica de olhos e hospital de olhos.

Cirurgia de catarata: sintomas, como é feita e recuperação

Tipos de cataratas

Dependendo das causas, existem vários tipos de cataratas.

Catarata congênita

Se trata de uma malformação do cristalino durante o desenvolvimento do feto, que afeta um ou os dois olhos e que pode ser identificada após o nascimento, através do teste do olhinho. Depois do diagnóstico, é fundamental realizar a cirurgia para evitar que a visão ou outros problemas oculares sejam completamente afetados, durante o
crescimento do bebê.

Catarata senil

Muito relativa à idade, surge após os 50 anos e ocorre por um processo natural de envelhecimento do organismo.

Catarata secundária

Ocorre devido a doenças como o hipotireoidismo, diabetes e o uso de medicamentos como o corticoide.

Catarata traumática

Pode acontecer com qualquer pessoa, através de acidentes, traumas, socos, lesões e introdução de objetos nos olhos. Ela não ocorre logo em seguida do trauma, ou seja, pode levar anos para se desenvolver.

Como é feita a cirurgia?

cirurgia da catarata, é um procedimento que pode ser feito de forma convencional, onde geralmente, é conhecida clinicamente como facoemulsificação ou a laser. É realizada através de duas técnicas: a facoemulsificação (FACO) e/ou a extração extracapsular do cristalino (EECP).
No método mais comum, é usado um equipamento de ultrassonografia e um bisturi, para fazer pequenas incisões nos olhos, que “quebram” o cristalino opaco (resquícios de impurezas que a catarata produz), em pedaços minúsculos. Após do término do processo, os elementos removidos, são aspirados e uma lente maleável é implementada na córnea.

No procedimento a laser, o uso de um bisturi, não é necessário, já que o laser consegue fazer o trabalho sozinho, fragmentando o cristalino opaco.

Cirurgia de catarata. Como funciona e o que eu não posso fazer? | Lenscope

Habitualmente, a cirurgia de catarata, leva em torno de 20 minutos a 2 horas, dependendo de qual método o médico oftalmologista escolher usar.

Principais sintomas

Além da diminuição gradativa da visão, outros sintomas podem surgir:

  • Visão embaçada
  • Sensibilidade à luz
  • Dificuldade para identificar cores
  • Dificuldade para enxergar e perceber imagens e objetos
  • Enxergar objetos com duplicidade
  • Enxergar pessoas distorcidas, disformes e com contornos

Em alguns casos, esses sintomas aparecem ao mesmo tempo, se este for o caso, é necessária uma avaliação médica por profissionais especializados, que realizem o diagnóstico e um tratamento específico.

Recuperação

Durante o período de recuperação, o paciente pode sentir uma sensibilidade a luz e leves incômodos, portanto, é importante que tais sensações sejam relatadas ao médico durante as consultas rotineiras, afim de encontrar soluções eficazes para uma possível redução de indisposições.
No pós-operatório, o médico oftalmologista pode prescrever alguns medicamentos como, antibióticos e/ou colírios, que precisam ser usados de forma e em horários corretos.

Normalmente, a recuperação da cirurgia, acontece por volta de uma semana, quando a técnica usada é a FACO ou a laser, mas a EECP, pode demorar de um a três meses.

Cuidados importantes

  • Evitar o consumo de álcool e/ou drogas
  • Evitar esportes e atividades que utilizam pesos
  • Evitar o uso de maquiagem durante as primeiras semanas
  • Evitar banhos de piscina, mar e rio, no primeiro mês
  • Não dormir do lado em que o olho foi operado
  • Proteger os olhos para dormir
  • Usar óculos de sol quando sair


A catarata é o maior causador de cegueira no país

No Brasil, todos os anos, são registrados mais de 110 mil casos de catarata em pessoas com mais de 50 anos, levando até mesmo a cegueira. Um estudo aponta que com a crescente aceleração do envelhecimento, que avançou mais de 150% em 10 anos, é um dos principais causadores da doença, que torna o cristalino opaco e que necessita que seja trocado por um implante de uma lente intraocular.
De acordo com médicos da área, a catarata não aparece somente em idosos, ou seja, há casos de pessoas entre 55 e 65 anos de idade. E ainda existe a catarata congênita, que representa mais de 40% de casos na infância.

Perguntas mais frequentes

Quais são os riscos da cirurgia?

Desde que realizada em clínicas ou hospitais adequados e exclusivos, por profissionais qualificados, a cirurgia é segura.

Pode dirigir após a cirurgia?

O recomendado, é que se espere ao menos uma semana.

Pode assistir televisão depois da cirurgia?

Sim, mas é indicado que aguarde o período de 24 horas.

Qual é em média o tempo de recuperação?

Em média, a recuperação é de 4 a 5 dias.

A catarata volta?

Não. A cirurgia é definitiva. O cristalino (lente natural do olho), é substituído por uma nova lente (artificial) de qualidade e alta tecnologia, usada em uma lente intraocular eficaz e indicado para cada tipo de caso.

Como prevenir a catarata?

De forma ampla, fatores genéticos, álcool, fumo, má alimentação, exposição ao sol em excesso e outras doenças, podem contribuir de forma significativa para o surgimento da catarata.

A anestesia é geral ou é possível fazer acordado?

A anestesia é aplicada no local que será operado. Somente em pacientes propensos ao nervosismo, podem ter uma sedação mais rápida, ou seja, o suficiente para manterem eles com pouca consciência durante a cirurgia.

É preciso realizar uma dieta específica?

Por intermédio de orientação médica, é recomendável que o paciente se alimente três horas antes de iniciar a cirurgia.

Qual é o momento certo para fazer a cirurgia?

O melhor momento, é quando a pessoa apresenta dificuldades para enxergar e diferenciar objetos e cores.

Pode-se ficar cego por catarata?

Sim. A catarata é um dos fatores que mais causam a cegueira no mundo, mas é reversível através de cirurgia. Logo, quanto mais rápida for feita, maiores são as chances de bons resultados e recuperação.

A catarata é hereditária?

A hereditária, sim. A senil não. É normal a senilidade dos olhos. No entanto, o envelhecimento da opacificação do cristalino depende principalmente de
características hereditárias.

Qual o preço de cirurgia de catarata?

preço de cirurgia de catarata varia de acordo com a clínica ou hospital a ser realizada, se é particular ou pelo sus, e ainda, de quão grave é a situação dos olhos do paciente.

Fonte: Cirurgia de Catarata – Site de Informações

Cresta Help Chat
Send via WhatsApp
11993455895